sábado, 4 de abril de 2009

Dedique seus filhos a Deus



PDF Imprimir E-mail
Escrito por JOAZE GONZAGA DE PAULA
23-Mar-2009

Certo obreiro lutava com muitas dificuldades para levar adiante o seu ministério em uma pequena igreja do interior. Apesar de sua dedicação total, a igreja lhe pagava muito pouco e nem sempre com regularidade. Com compromissos a pagar, remédios, livros, alimentação e vestuário sua vida se tornou muito difícil. Um dia, quando estava muito preocupado com toda esta situação, um de seus filhos o procurou para dizer que estava sentindo o chamado de Deus para o ministério da pregação.

O pai não queria desapontar o filho, mas, pelo fato de conhecer de perto as dificuldades de atuar como pastor, não aprovou a idéia de o filho ser um pregador da palavra de Deus. Com muito jeito e de forma indireta conseguiu mudar a direção do filho. Naquele momento de crise espiritual ele talvez nem tenha se lembrado o quanto custou ao profeta Jonas a mudança de rumo em sua carreira (Jonas 1.3). O tempo passou e certo dia, para a surpresa do pai, o filho chegou em casa completamente embriagado. A vida da família tornou-se muito difícil. Várias vezes o pai se trancava no quarto e, tomado de um grande sentimento de culpa, chorava amargamente e pedia perdão a Deus por não ter incentivado o filho na decisão de ser um ministro da Palavra. Começava ali uma batalha que levou a anos de tristeza, mas também de quebrantamento, oração e jejum até acontecer uma virada total na vida da família. O pai desejava reparar o erro cometido, mas não sabia como. Ele começou então a trabalhar mais e mais para Deus. Sua vida de oração pela salvação da família se tornou uma constante. Além disto, passou a buscar um avivamento espiritual para sua vida e de sua igreja.

Sofreu muito. Porém, o seu cativeiro foi mudando aos poucos. Deus o mandou para outra igreja e deu-lhe uma grande disposição para continuar o ministério - agora com uma nova visão e larga experiência. Ele teve muito sucesso a partir do momento que reconheceu que nada é nosso. Tudo é de Deus, até os filhos que ele nos dá. Existem famílias com vínculos tão fortes que até impedem o Espírito Santo de fazer a sua vontade. Desta forma sofrem o que poderiam evitar. Tomei conhecimento de um jovem pastor que deixou de ir para o campo missionário porque seus pais não admitiam que o filho se separasse deles. Jesus disse: “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim” (Mateus 10.37). Lembremo-nos de que nossos filhos não são nossos. São de Deus. Então, que possamos dar a Deus o que é de Deus. Do restante, ele cuidará.

JOAZE GONZAGA DE PAULA

Pastor, colaborador de OJB


EXTRAÍDO DE: www.ojornalbatista.com.br

1 comentários:

omapadobrasil.blogspot.com disse...

"Quando o Rei não é temente a Deus, o povo sofre".

Muitos brasileiros estão cegos duplamente.

Este site da 1ª Igreja Batista em Vargem Grande Paulista, com a ajuda de Deus, tenta abrir os olhos de milhões de pessoas.

Os meus olhos também são, diariamente, abertos e alertados sobre o perigo que nos ronda.

Os meus olhos também possuem a tendência de fechar, a todos os instantes, mas com a ajuda de Deus, institutos como este site 1ª Igreja Batista em vargem Grande Paulista cumprem o dever espiritual que Jesus ordena nas Escrituras Sagradas, a pregação do Evangelho, e abrem-se os meus olhos.

Os olhos de milhões de pessoas estão fechados para o evangelho de Jesus Cristo, e a cegueira de quem não quer ler a Bíblia e a pior de todas, pois quem deliberadamente não quer ler também não quer ouvir, E que surdez!

A cegueira reconhecida pela rejeição da leitura da Bíblia nos leva a uma outra cegueira: A cegueira que não nos deixa ver o Rei.

Cadê o Rei? Quem é o Rei? Claro que se falarmos do Rei Jesus, a este, quem o rejeita não o vê mesmo.

Mas quando falamos do rei terreno, falamos do rei de algum país. E, no Caso do Rei do Brasil, gostaria de lembrar a todos os povos que se trata de LULA.

E quando eu disse que "quando o Rei não é temente a Deus, o povo sofre", estava falando para abrir os olhos de milhões de pessoas para uma segunda cegueira, a gerada por aquela primeira que já falamos.

Ficamos muito tristes quando soubemos daquela triste afirmação e declaração que LULA DO BRASIL fez ao Jornal folha São Paulo, que “JESUS CRISTO PRECISA FAZER UM ACORDO COM JUDAS”.

Ficamos muito tristes também quando soubemos de notícias de que LULA segue uma igreja satanista.

Muito nos entristeceu também quando soubemos do esforço feito pelo LULA para oficializar e autorizar e banalizar o aborto no Brasil.

Tristeza mesmo causou a todos os brasileiros cristãos, e a todas as pessoas que primam pela formação da família, o texto da Lei PNDH, que Dilma e seus seguidores prepararam e LULA assinou, onde oficializou o CASAMENTO DE HOMEMS COM HOMENS, e do CASAMENTO DE MULHERES COM MULHERES, numa verdadeira afronta a DEUS. Uma blasfêmia.

Ainda bem que a Igreja, em sua totalidade, reagiu.

LULA entristeceu-se, mas Jesus alegrou-se com a atitude da Igreja.

Caríssimos Leitores copiem os três endereços abaixo e assistam aos três pequenos vídeos. São garantidos para conhecimentos gerais, cristãos e políticos, assistam e não percam.

Copiem e assistam:

http://www.youtube.com/watch?v=hA6h1dFgbc8&feature=player_embedded


http://www.youtube.com/watch?v=lpjYttjds6g&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=JYNP8JrDepo&feature=related


Um abraço a todos.

omapadobrasil.blogspot.com